I Feira de Trocas da Rede Social Cambuci & Região – Redesc foi um sucesso!

Data de Publicação: 
23/09/2011 - 11:23

f 

Aconteceu a I Feira de Trocas da Rede Social do Cambuci & Região Redesc, dias 17 e 18 de setembro, como parte das atividades do Portal da Sustentabilidade, evento paralelo da IV Feira Beneficente da Vila Monumento, organizada pela Associação de Moradores e Amigos da Vila Monumento – AMAVIM.  O saldo material e imaterial da feira surpreendeu os organizadores, conforme detalhado na conclusão desta reportagem. 

Público

O público presente foi constituído por pessoas de diversas faixas etárias, famílias inteiras, crianças, adolescentes e adultos, e, notou-se também uma grande variedade de pessoas de poder aquisitivo de diversos níveis. Tal sucesso deveu-se em grande parte, à intensa divulgação feita na comunidade pelos organizadores. 

Uma especial e agradável surpresa foi a participação dos alunos da Escola Estadual Dr.Murtinho Nobre, participando de forma intensa e ordeira. Foram vários deles nos dois dias da feira de trocas, portando seus produtos trazidos de casa, resultado da divulgação prévia nas salas de aula, semanas antes, levada pela Monica Mouri e Ivan Moraes. Quando os meninos e meninas perceberam que trazendo seus objetos em desuso das suas casas, lhes davam poder de aquisição de outros das bancadas, ficaram empolgados com essa possibilidade. Daí passaram a um intenso vai-e-vem.    

ff  

Produtos

Os produtos oferecidos para exposição foram doados por pessoas da comunidade, para a feira de trocas. Houve uma ampla diversidade de tipos e valores de produtos expostos, que foi sendo enriquecido com as transações de trocas e doações também trazidas pelos participantes.      

Os produtos mais procurados e trazidos pelos visitantes foram:

• Peças de roupas femininas, calças femininas e masculinas;

• Bolsas femininas;  

• Livros, alguns clássicos como Pedagogia do Oprimido de Paulo Freie;

• Sapatos. 

Foram trazidos também pelos participantes, alguns materiais raros, dignos de atenção como um belo relógio feminino, possivelmente uma peça dos anos 1960. Outros que chamaram atenção foi uma máquina datilográfica Olivetti, em bom estado, e uma bicicleta Junior.  Esses produtos raros foram arrematados por outros visitantes.    

 

Moeda social

fff

Um dos destaques da I Feira de Trocas foi a utilização pela primeira vez no território abrangido pela Redesc, a moeda social Pitaco. A Pitaco depositada no Banco Social (lastro) funcionou como bônus para movimentar as trocas, através da qual os visitantes puderam comprar o que desejassem, dentre os produtos expostos nas bancadas. Este formato de feira, inédito para o público presente, não só chamou atenção como foi elogiado pelos participantes, que também gostaram da arte das cédulas e seu acabamento.     

Valores arrematados em moedas na Feira de Trocas

Foram arrematados com as transações da feira, os seguintes valores em moedas:

a) Pi898 (oitocentos e noventa e oito Pitacos);   

b) R$230,00 (duzentos e trinta reais).  

Considerando-se a paridade estabelecida de PI1,00 igual a R$1,00, o total arrematado na feira seria correspondente a R$1.128,00.   

Avaliação:

Independente dos objetos trocados e dos valores arrematados na feira, percebeu-se a satisfação dos participantes, na participação numa modalidade diferente de trocas. Outro saldo importante que ficou registrado como um bem imaterial foi a percepção dos participantes que é possível consumir, sem utilizar a moeda oficial. Uma outra economia é possível! Diante desta experiência e seu impacto produzido, fica posta a seguinte reflexão para os quadros da Redesc:este evento ficará registrado como uma feira pontual, ou valerá a pena reproduzi-la em uma nova oportunidade?  

 

A Comissão organizadora da I Feira de Trocas da Rede Social Cambuci & Região – Redesc Setembro de 2011